15 DE MARÇO É DIA NACIONAL DE PARALISAÇÃO CONTRA A REFORMA DA APOSENTADORIA E CONTRA O FIM DE DIREITOS

campanha

A Frente Povo Sem Medo e a Frente Brasil Popular convocam você a engajar-se na luta para barrar a reforma da previdência e o fim da aposentadoria. Em Curitiba, a primeira grande manifestação está marcada para a Praça Santos Andrade, às 9h, no Centro de Curitiba. Professores da rede pública, servidores municipais, trabalhadores do transporte público, petroleiros e uma série de outras categorias vão cruzar os braços contra o fim da aposentadoria.

É preciso organizar a resistência e conscientizar a população nos seus locais de trabalho, nas escolas e universidades, no campo e na cidade, sobre o brutal ataque aos direitos que vem sendo patrocinado por um governo e uma esmagadora maioria do Congresso Nacional, que não tem compromisso com o povo. É preciso fazer a luta nas ruas!

Por isso no dia 15 de Março estaremos junto com os trabalhadores/as da educação em greve e com o conjunto da classe trabalhadora paralisada, para realizar grandes manifestações que mostrem que não aceitamos o fim da aposentadoria e nem um governo que seja instrumento para caçar direitos e piorar a vida dos brasileiros/as.

O presidente ilegítimo Michel Temer reafirma, a cada ação, o sentido do golpe que o colocou no governo. É um governo que, com o apoio da maioria do Congresso Nacional, busca liquidar a capacidade de ação do Estado em favor da população e ao mesmo tempo preservar e aumentar o lucro dos patrões e especuladores. A reforma do ensino médio, recentemente aprovada e encaminhada sem debate com alunos ou professores, demonstra essa ânsia por destruir políticas públicas.

A retirada da exclusividade da Petrobrás sobre a exploração do Pré-Sal e o anúncio da liberação para estrangeiros comprarem terras brasileiras, mostram a falta de compromisso com a soberania nacional. Congelar o orçamento público por 20 anos, enquanto as necessidades do povo só aumentam, especialmente numa conjuntura de crise política e econômica e alta do desemprego, informa o sentido desumano do projeto político em curso. Como se não bastasse, o governo e os patrões também querem acabar com os direitos trabalhistas. Pretendem colocar o negociado acima do legislado e liberar as terceirizações sem limites.

A ofensiva aos direitos do povo brasileiro ainda não foi suficiente para eles. Para acabar, de vez, com o papel constitucional do governo de promover a proteção social, falta acabar com a aposentadoria e a previdência pública.

Temer enviou mais uma grande alteração na Constituição brasileira que está sendo discutida no Congresso Nacional e pode acabar com a sua aposentadoria. A única forma de evitarmos mais esse ataque é lutando. Mobilize-se! Convoque seus amigos, colegas e vizinhos. No próximo dia 15 de Março tomaremos as ruas nas principais cidades do país para barrar o desmonte da previdência e o fim do direito à aposentadoria.

 

Audiência Pública – Na quarta-feira (15) também será realizada, na Assembleia Legislativa do Paraná, às 10h uma audiência pública com lideranças do mundo trabalho e deputados estaduais para debater a Reforma da Previdência. Além de representantes das centrais sindicais, outros personagens ligados ao mundo do trabalho também estarão presentes. Tanto do da representação dos trabalhadores, quanto de espaços jurídicos e acadêmicos. O objetivo é apresentar os retrocessos e debater mecanismos de mobilização com parlamentares contrários ao fim da aposentadoria.

Fora Temer, Diretas Já!

Nenhum Direito a Menos!

Em Defesa Da Aposentadoria!

 

Serviço: Dia Nacional de Paralisação

Data: Quarta-feira, 15 de março de 2017.

Local: Concentração na Praça Tiradentes, Centro, Curitiba.

Horário: 10h.