FALTAM DUAS ASSINATURAS PARA CRIAÇÃO DA CPI DA RECEITA ESTADUAL NA ASSEMBLEIA

alep 24 05

Faltam duas assinaturas para a Assembleia Legislativa (AL-PR) abrir a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Receita Estadual. Mas quanto mais perto chega do total de assinaturas – são necessárias 18 –, mais difícil fica para a oposição. Já são 14 meses de negociação. “E duvido que a gente consiga. O governo tem maioria na Casa e há muito medo de retaliação”, analisa o deputado Requião Filho (PMDB).

 

Até agora, o pedido para instalação do grupo conta com apenas 16 das 18 assinaturas necessárias para sair do papel.

 

Segundo o Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), braço do Ministério Público Estadual (MP), integrantes do esquema investigado no âmbito da Operação Publicano cobrariam propina para anular débitos de empresas com o Fisco paranaense.

 

Além disso, o delator Luiz Antônio de Souza, auditor da Receita, afirmou em acordo de colaboração premiada que a campanha de reeleição do governador Beto Richa (PSDB), em 2014, recebeu R$ 4,3 milhões em propina oriundos das irregularidades.

 

De acordo com as investigações do Ministério Público, auditores da Receita Estadual identificavam empresas que deviam impostos para o Estado e cobravam propina para reduzir ou anular o valor das dívidas. Levantamento realizado pelo próprio órgão indica que o prejuízo causado aos cofres públicos chegue a R$ 1 bilhão.

 

O caso é investigado pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). Segundo o principal delator da Operação Publicano, Luiz Antônio de Souza, parte dos recursos desviados teria abastecido a campanha do governador Beto Richa (PSDB), em 2014. Tanto o governador quanto o PSDB negam a acusação.

 

“Vamos ficar malhando a ferro frio o quanto for necessário para que possamos cumprir o nosso papel e investigar esse esquema que desviou milhões dos cofres estaduais”, defende o líder da oposição, Requião Filho (PMDB).

 

Veja a lista dos 16 deputados – são necessários 18 apoios – que já assinaram o pedido de instalação da CPI da Receita Estadual:

 

Ademir Bier (PMDB)

 

Anibelli Neto (PMDB)

 

Chico Brasileiro (PSD)

 

Evandro Araújo (PSC)

 

Gilberto Ribeiro (PRB)

 

Gilson de Souza (PSC)

 

Marcio Pacheco (PPL)

 

Nelson Luersen (PDT)

 

Nereu Moura (PMDB)

 

Palozi (PSC)

 

Paranhos (PSC)

 

Péricles de Mello (PT)

 

Professor Lemos (PT)

 

Requião Filho (PMDB)

 

Tadeu Veneri (PT)

 

Tercílio Turini (PPS)