“RICHA COMEMORA COMBATE À CORRUPÇÃO NO GOVERNO FEDERAL E ESQUECE DO PARANÁ”

col cel vivida2504x

“Enquanto o governador Beto Richa (PSDB) diz que comemora o combate a corrupção em nível federal, aqui no Paraná, escolas estão paralisadas pelo roubo do dinheiro que era para sua construção”. O desabafo é do deputado Nereu Moura, líder do PMDB na Assembleia Legislativa, em sua página no Facebook (facebook.com/DeputadoNereuMoura).

 

Na avaliação do parlamentar, antes de julgar alguém, Beto Richa deveria responder sobre os desvios de R$ 18 milhões repassados pelo Governo Federal para construção de escolas no Paraná. A maioria ainda na fase do alicerce, mas já pagas devido aos esquemas de corrupção dentro do setor.

 

“Veja o caso do Colégio Tancredo Neves, de Coronel Vivida. A obra está abandonada, se deteriorando, crianças sem espaço para estudar”, relatou Nereu Moura, ao postar uma série de fotos do local. E completou: “Uma vergonha! Chega de políticos dissimulados!”.

 

A Operação Quadro Negro foi deflagrada pelo Nurce (Núcleo de Repressão a Crimes Econômicos) no dia 21 de junho de 2015, após uma série de denúncias envolvendo a contratação de empresas para construção de escolas, totalizando R$ 26 milhões desde 2012. Na ocasião, cinco pessoas foram presas temporariamente.

 

Em janeiro deste ano, a Justiça aceitou denúncia oferecida pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco). O órgão narra o esquema que teria permitido à Valor Construtora receber indevidamente R$ 18 milhões da Secretaria de Estado da Educação (Seed).

 

Entre 2011 e 2014, a empresa venceu dez licitações ligadas à Seed para reforma ou construção de escolas estaduais, mas as obras mal saíram do papel, embora a empresa tenha recebido quase a totalidade dos pagamentos.