REQUIÃO FILHO COBRA MELHORES CONDIÇÕES DE TRABALHO PARA POLÍCIA MILITAR

ReqFilho12abril

O líder da oposição na Assembleia Legislativa (Alep), Requião Filho (PMDB), cobrou coerência dos deputados que compõem a base do governo na Casa que defenderam, na sessão de ontem, a atuação da Polícia Militar no episódio que terminou com dois integrantes do Movimento Sem Terra (MST) mortos e seis feridos na semana passada em Quedas do Iguaçu.

 

Requião Filho afirmou que os colegas governistas adotam o “discurso fácil” ao enaltecer a PM, ao mesmo tempo que não exigem do governo Beto Richa (PSDB) melhores condições de trabalho para os policiais.

 

“Se os deputados querem defender a PM, que fujam do discurso fácil, vamos à prática. Vamos exigir que a fraude dos coletes balísticos seja esclarecida, visitar os destacamentos do interior e ver as condições de trabalho dos policiais, vamos descobrir o porquê dos PMs andarem com fardamentos velhos”, disse.

 

Em seu discurso, o parlamentar lamentou o episódio ocorrido em Quedas do Iguaçu, destacando que espera que a situação seja investigada com a máxima imparcialidade.

 

Requião Filho ressaltou que a PM está todos os dias nas ruas sem os equipamentos adequados para a segurança dos seus homens, sem armamento adequado para enfrentar os bandidos e sem viaturas.

 

“Vamos começar cobrando as promessas vazias do governador. Vamos cobrar da Secretaria de Segurança que dê condições para a PM comprar armamentos, manter a frota em dia e ter a segurança pessoal dos policiais garantidas. Quero ver os deputados se levantarem contra o governador e exigir melhores condições para a Polícia Civil e Militar, exigir melhores viaturas, melhores armamentos, proteção adequada, munição para que possam treinar, exigir o mínimo de respeito”, decretou.