REQUIÃO FILHO CRITICA DESCASO DO GOVERNO RICHA COM A SEGURANÇA PÚBLICA

Requião Filho 04 04 2016

O deputado Requião Filho (PMDB) criticou, em discurso na Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (4), o descaso do governo Beto Richa com a segurança pública no Paraná.

Da tribuna, o líder da oposição disse que o governo pode estar colocando em risco a segurança dos policiais civis do Paraná, uma vez que, segundo informações que circulam na imprensa, a Secretaria de Segurança Pública estaria fornecendo coletes balísticos recondicionados de maneira inadequada à Polícia Civil.

“O Exército Brasileiro pegou num fundo de quintal o recondicionamento de coletes balísticos da Polícia Militar sendo repassados para a Polícia Civil, o que colocaria em risco a segurança dos nossos policiais. Quero não acreditar que uma molecagem desta esteja sendo feita. Prefiro acreditar que o secretário de Segurança Pública não saiba e não coadune com este absurdo”, disse.

Em março, delegados, investigadores e agentes de operação da Polícia Civil, de todas as regiões do estado, ameaçaram paralisar as atividades por estarem utilizando coletes balísticos vencidos. De acordo com a Associação dos Delegados de Polícia do Paraná (Adepol), cerca de 3 mil servidores da Polícia Civil estavam com coletes balísticos com a data de validade vencida.

“Se for verdade [que o governo estaria recondicionando coletes balísticos], gostaria de ver um pedido de demissão do secretário de Segurança Pública. Tem que pedir para sair da pasta, pois não respeita a vida dos policiais”, decretou.

Requião Filho também mostrou aos demais parlamentares um jornal produzido pela Adepol, em que a entidade revela os casos de corrupção envolvendo o governo Richa e aponta as promessas não cumpridas na área de segurança pública. “O melhor estava por vir e não veio”, resumiu.

Promessas de campanha não cumpridas pelo governador Beto Richa na segurança pública

– Zerar o número de presos em delegacias, aumentar o número de delegacias e construir um presídio no litoral;

– Substituir antigas delegacias por um novo modelo padrão, com ambiente melhor e mais adequado para atender a população;

– Combater crimes do colarinho branco;

– Estruturar um departamento de combate crime organizado, unificando o Nurse, combate a crimes econômicos e o núcleo de combate aos crimes de informática;

– Unificar a divisão de polícia da capital e divisão da região metropolitana;

– Criar e estruturar a divisão de proteção aos grupos de vulneráveis: mulher, criança e idoso;

– Criação de cargos de apoio na Polícia Civil como psicólogo, assistente social, administrador e economista;

– Contratação de 400 delegados de polícia;

– Tornar a Polícia Civil uma polícia judiciária (a guarda dos presos ficaria com a administração judiciaria, mas a Polícia Civil cuida de mais de 3 mil presos nas delegacias);

– Ativar 36 módulos policiais em Curitiba, 12 em Londrina e 6 em Foz do Iguaçu;

– Gratificação por volume de droga apreendida como forma de fortalecer o combate ao narcotráfico.

LINK PARA VÍDEO – https://www.youtube.com/watch?v=erqEqx60-hI