COMISSÃO DE ÉTICA INICIA NESTA SEXTA (11) EXPULSÃO DE DEPUTADOS E FILIADO INFIÉIS

PMDB LOGO 21X8

 

 

Comissão de Ética do PMDB se reúne nesta sexta-feira (11), a partir das 10 horas, na sede histórica do PMDB, na Av. Vicente Machado, 988, em Curitiba, para tratar da deliberação da Executiva Estadual do dia 29 de fevereiro, pela instauração de processo ético e disciplinar contra os deputados estaduais Alexandre Curi, Luiz Cláudio Romanelli, Artagão de Mattos Leão Junior e o filiado Doático Santos.

 

etica

 

Relembre a decisão da Executiva Estadual do dia 29/02

Clique para ler a matéria

 

[…]

“Estamos vivendo uma situação insustentável dentro do partido. O PMDB já definiu seu posicionamento sobre a fidelidade partidária, inclusive, com resolução do Diretório Estadual, no ano passado, e precisamos encerrar esse episódio dentro do partido”, disse o senador Requião durante a reunião da Executiva Estadual. Segundo ele, a nova direção do PMDB-PR vai concluir todos os processos de infidelidade partidária respeitando as normas internas do partido e o direito à defesa dos envolvidos.

 

CÓDIGO CANÔNICO

O senador não deixou de relembrar um argumento que ele tem dito em diversas reuniões partidárias realizadas em todo o Paraná. “Nessa questão da infidelidade aplicamos o princípio do arrependimento contido no ‘código canônico’ referente aos infiéis, quando cumpridas as sanções, poder-se-ão perdoar os culpados”, comentou Requião. “Eu acreditava que os infiéis do PMDB poderiam reconhecer o erro e se arrepender da infidelidade. Mas não. Continuam afrontando o partido e desrespeitando as normas e as pessoas que fazem o PMDB. ”

 

“O pessoal do PMDB não aceita mais isso. Não podemos ter um deputado do partido que acusa o governo de faltas graves e outro que venha defender o governo. Não podemos mais sustentar essa situação. Por isso, vamos encaminhar os pedidos de expulsão para a Comissão de Ética”, declarou Requião.

 

DEPUTADOS INFIÉIS

Dos quatro deputados estaduais que não se declaram como oposição ao governo do PSDB, o senador só poupou Jonas Guimarães. “Que se manteve neutro na campanha e desde então tem sido discreto. O contrário do que fazem os outros três, que são base de apoio e até mesmo líder do governo na Assembleia. ”

 

TRAIÇÃO PARTIDÁRIA

Sobre Doático Santos o senador disse que até pouco tempo tinha dado pouca importância a ele desde a eleição de 2014, mas que agora ele está interferindo na vida partidária no caso do Diretório Municipal de Curitiba. “São muitas calúnias, difamações, bandinhas e outras afrontas, que até relevamos, mas passou dos limites. Ele é o principal articulador da cisma, da traição partidária”, declarou Requião. “E será expulso do PMDB”.

 

Requião lembrou que os deputados estaduais ainda podem deixar o partido pela “janela da infidelidade”, que ficará aberta até o próximo dia 18 de março, sem que sejam penalizados com a perda dos respectivos mandatos. “É uma alternativa que eles têm”, disse o senador.