PROPOSTAS DE REQUIÃO PARA A CRISE SÃO APROVADAS EM REUNIÃO DO PMDB NO SUL

req sul encontro
Os diretórios regionais do PMDB do Paraná, Santa Catarina, Mato Grosso do Sul  e Rio Grande do Sul, reunidos neste sábado (5), em Porto Alegre (RS),  aprovaram um documento com as teses que o senador Roberto Requião vem defendendo como ponto de partida para a superação da crise nacionalA “Carta do Sul”, assinada pelas direções regionais dos quatro estados, vai ser levada para ser debatida na convenção nacional do PMDB, dia 13 do mês, em Brasília. O documento é um forte contraponto às teses da “Ponte para o Futuro”, lançadas por setores ultraconservadores do PMDB, e fortemente criticadas na reunião de Porto Alegre.

– Precisamos entender que o problema básico, o cerne da crise que enfrentamos, deve-se ao domínio do capital sobre a política. O capital financeiro, esse capital vadio, sem pátria, sem bandeira, sem qualquer compromisso com a nacionalidade e com o nosso povo, esse capital que nada produz, conspira hoje para precarizar o Estado, o Parlamento e o trabalho. Está aí a origem da crise”, afirmou o senador Roberto Requião.

Segundo o senador, a ideia do Estado de Bem-estar Social, que ganha força depois da Segunda Guerra Mundial, sofre hoje impiedoso ataque do capital financeiro, que busca a destruição das instituições e poderes nacionais para submeter as nações ao seu domínio.

Requião citou a chamada “Agenda Brasil”, em curso no Senado, como reflexo dessa conspiração.

– Primeiro foi a aprovação do projeto do PSDB de entrega do petróleo do pré-sal. E já estão na pauta a entrega do Banco Central para o mercado financeiro; a  Lei das Estatais, preparando-as para a privatização; a regulamentação da terceirização do trabalho; os ataques À CLT e à Previdência Social. Diante disso, o PMDB precisa reagir, apresentando um programa para o Brasil”, conclamou Requião.

O senador disse que o “Brasil é um país maravilhoso, plural, mas sempre foi um país para os outros e não para o seu povo”. Segundo ele, o povo brasileiro nunca comandou o seu próprio destino e sempre foi governado para uma elite anti-nacional, anti-democrática e anti-popular.

Requião propôs ainda diretórios do Sul o apoio à recondução do vice-presidente da República Michel Temer à presidência nacional do PMDB. No entanto, o senador reivindicou a construção de uma Comissão Executiva que não seja dominada pelos caciques do Senado e da Câmara Federal.

A seguir, vídeos da reunião do PMDB em Porto Alegre  e a íntegra da Carta do  Sul.

Carta do Sul
IMG_1854IMG_1855IMG_1856IMG_1857IMG_1859IMG_1861IMG_1862IMG_1863IMG_1864IMG_1865IMG_1866IMG_1867IMG_1868IMG_1869