NEREU DENUNCIA PROPAGANDA ENGANOSA DO GOVERNO ESTADUAL

nereu moura1702

O deputado Nereu Moura, líder do PMDB, desmascarou uma nova propaganda enganosa publicada pelo Governo do Estado. Em pronunciamento nesta quarta-feira (17), o parlamentar colocou sob a suspeição os investimentos divulgados em um livro que seria uma prestação de contas, mas com números fantasiosos frente à realidade do estado.

“O conteúdo é todo propaganda do governo e muita propaganda mentirosa, sem nenhum fundamento”, destacou o líder do PMDB. Cada gabinete da Assembleia Legislativa recebeu mais de 20 exemplares do livro com 134 páginas coloridas impressas em papel coche, o mais caro do mercado.

Nereu Moura somou todos os investimentos que estão inseridos no material. “Cheguei à conta que o governo Beto Richa afirma que, em cinco anos, investiu mais de R$ 43,4 bilhões, ou seja, aproximadamente R$ 8,5 bilhões por ano, quando todos sabem que a capacidade de investimento do Paraná não chega a R$ 1 bilhão por ano”.

O líder do PMDB lembrou que o papel aceita tudo, “inclusive as mentiras”. Mas é mais grave que isto, por que esta propaganda certamente já chegou à casa dos paranaenses, “testemunhas oculares do que o que está escrito aqui não passa de propaganda mentirosa, para exaltar o erro daqueles que nada fizeram pelo Estado”, frisou.

Ilusão
O livro mostra aquilo que o governador imaginava ter feito, mas infelizmente não fez. “O material informa que o governo do Paraná gastou, em quatro anos, R$ 9,6 bilhões em saúde. Mas, onde é que está este dinheiro? Qual hospital foi construído?”, indagou.

O parlamentar informou que irá apresentar um pedido de informação para saber quantos exemplares foram impressos e o custo da produção do material. “Este livro, sequer tem o expediente constando o nome do jornalista responsável, como deveria ter. Poderíamos dizer que se trata de um livro apócrifo”.

“Alguém não assinou por que não teve coragem de assinar, sabendo se tratar de uma mentira, uma inverdade. Queremos saber a verdade, por que fazer propaganda daquilo que não fez?”.

Enquanto alardeia inverdades, os paranaenses sofrem sem estradas no interior, sem escolas, uma vez que as que estavam sendo construídas foram paralisadas pela Justiça por denúncias de corrupção, sem viaturas para a polícia, concluiu.